Estrabismo – O que é?

Estrabismo

O que é Estrabismo?

Estrabismo é uma patologia oftalmológica que consiste no desalinhamento dos olhos. A maioria dos casos tem início na infância, mas também pode ocorrer durante a vida adulta.

Observa-se que pacientes estrábicos podem ter problemas psicológicos, sociais e econômicos relacionados ao desvio ocular. É importante tratar o problema, até mesmo porque pode ter impactos sobre a auto-estima e relacionamento social.

Se você ou seu filho podem ter este problema ocular, converse com um médico oftalmologista para avaliar as melhores possibilidades de tratamento.

Agende uma consulta e tire suas dúvidas com o especialista:

Visão e cérebro

Com a visão binocular normal, ambos os olhos fixam o mesmo ponto. A porção visual do cérebro funde as duas imagens numa única. Já quando um dos olhos desvia, duas diferentes imagens são enviadas ao cérebro.

Na criança especialmente, o cérebro aprende a ignorar, ou seja, não vê a imagem do olho desviado e passa a ver somente a imagem do olho não desviado. Isso leva à perda de profundidade e da visão binocular.

Por outro lado, nos adultos que desenvolvem estrabismo, freqüentemente ocorre visão dupla. Nos adultos, o cérebro já foi treinado a receber as imagens de ambos os olhos e não ignorar uma delas, então, é mais comum apresentar visão dupla.

Causas

A ciência ainda não é capaz de explicar exatamente as causas que levam ao estrabismo. Sabe-se que os movimentos oculares são efetuados por seis músculos que devem trabalhar dentro de um sistema de equilíbrio de forças para manter os olhos alinhados.

Isso explica a origem do problema em algumas doenças neurológicas. Vale lembrar que o esse desvio ocular também pode ser causado por doenças oculares como catarata ou trauma ocular, entre outras.

Diagnóstico

O sintoma primário é o desvio de um ou ambos os olhos. Muitas vezes a criança pode desviar ou fechar um dos olhos sob o estímulo da luz, ou entortar a cabeça para alinhar os olhos.

Quando há suspeita da existência de desse problema ocular, a criança deverá ser encaminhada logo ao oftalmologista para realizar o Teste Ortóptico.

Tipos

Esotropia

É quando um ou ambos os olhos desviam para dentro. A esotropia pode ser de três tipos:

•Causado somente por um desequilíbrio muscular.

•Por desequilíbrio óptico e muscular.

•Aquele que ocorre geralmente em crianças que têm alto grau de hipermetropia, e que é corrigido apenas com óculos.

Exotropia

É quando um ou ambos os olhos entortam para fora. Manifesta-se mais freqüentemente quando o paciente olha para longe ou em situações de desatenção e cansaço. O tratamento pode ser feito através de exercícios, óculos, ou, se necessário, cirurgia.

Nos  adultos

Manifesta na fase adulta. Devem ser investigadas as causas e dentre essas podemos ter doenças neurológicas, diabetes, doenças da tireoide, tumores cerebrais, acidentes, entre outras. Pode ser tratado clinicamente com óculos, prismas, exercícios ou através de cirurgia.

Pseudoestrabismo

É uma condição em que fatores anatômicos ou funcionais podem simular um desvio nos olhos. Nos primeiros meses de vida, os olhos podem desviar-se por alguns instantes, o que só se normaliza após o desenvolvimento da fixação na criança, em torno de 6 meses.

Observações Importantes

  • • Estrabismo não desaparece com o crescimento, mas pseudoestrabismo, sim. Quanto mais precoce o exame oftalmológico e o tratamento, melhor será o resultado visual.
  • • O tratamento não é sempre cirúrgico, podendo ser feito através de colírios, óculos e exercícios.
  • • Se a cirurgia está indicada, quanto mais cedo for feita, melhor a chance de a criança desenvolver visão binocular normal.
  • • Quando se trata de correção apenas estética na criança e adulto ou cirurgia funcional no adulto, o procedimento pode ser feito em qualquer idade.

Precisa de mais informações? Fale com um consultor!