Tratamento da Catarata

tratamento da catarata é sempre cirúrgico, ou seja, não existe tratamento clínico (com colírios, por exemplo). Com a baixa da acuidade visual (visão) do paciente e esta não mais corrigida com óculos, com o prejuízo para realizações de funções habituais, este será o momento da realização da cirurgia de catarata avançada.

A técnica mais moderna no momento é a cirurgia de catarata facoemulsificação, que consiste na remoção do cristalino por micro fragmentação e aspiração do núcleo (catarata) e implante de lente intraocular. Esta técnica para cirurgia de catarata nos possibilita também a opção de correção dos erros de refração (miopiahipermetropiaastigmatismo e presbiopia), ou seja, ao retirarmos a catarata, implantamos uma lente intraocular que poderá corrigir este erro refracional. Consulte nossos especialistas e procure saber mais sobre esta técnica.

Perguntas frequentes sobre catarata:

Como saber se tenho catarata?

O diagnóstico da catarata é muito fácil. Quando o médico oftalmologista examina seu paciente pelobiomicroscópio, o primeiro é capaz de dizer se há ou não catarata. Muitas pessoas leigas confundem a catarata com o pterígio.

Uma vez diagnosticada a catarata, e comprovada que há diminuição da visão, o médico oftalmologista solicitará exames oftalmológicos complementares para avaliar se há necessidade de intervenção cirúrgica para a correção da catarata, seu prognóstico e quais são os tipos de lentes Intraoculares que poderiam ser implantadas.

Quando a catarata pode ser operada?

Antigamente era necessário esperar a catarata ficar “madura” (cirurgia de catarata hipermadura), ou seja, avançada, para a realização da cirurgia. Hoje em dia, com as modernas técnicas e aparelhos, a recomendação consensual é que a cirurgia seja indicada nas fases iniciais da catarata, pois o procedimento torna-se muito mais rápido, fácil e seguro. Além disso, o tempo de recuperação é menor quando a cirurgia da catarata é realizada nos estágios iniciais. Portanto, o recomendável é que a cirurgia seja realizada logo que os primeiros sintomas apareçam.

É necessário internação?

O paciente chega andando para a cirurgia da catarata e sai andando no mesmo dia. Não há necessidade de internação.

Como é feita anestesia? A cirurgia de catarata doí?

A cirurgia de catarata leva anestesia tópica (realizada através de colírios), as vezes acompanhada de sedação por médico anestesista. Os pacientes ficam completamente confortáveis durante todo o procedimento.

Cirurgia de catarata tem pontos?

Na cirurgia de catarata que realizamos na Visare não são necessários pontos, e a recuperação da visão é quase imediata. Os pacientes podem sair da cirurgia caminhando e já enxergando.

Cirurgia de catarata usa anestesia geral?

É necessário utilizar anestesia geral nos casos de cirurgia em crianças e pessoas muito ansiosas que não conseguem ficar acordadas e relaxadas no momento da cirurgia de catarata.

Quanto tempo leva a cirurgia de catarata?

A cirurgia leva em média 15 minutos.

Quanto tempo após a cirurgia de catarata o paciente pode retornar às suas atividades normais?

Os pacientes podem retornar às suas atividades profissionais em poucos dias. Toda a medicação pós-operatória é à base de colírios. Ao restabelecer a visão, a cirurgia da catarata proporciona aos pacientes maior independência, retorno às atividades que dependiam de uma boa visão e mais qualidade de vida.

A catarata pode voltar?

Depois de realizada a cirurgia, o paciente fica definitivamente livre da catarata.

Existe a possibilidade de abandonar o uso dos óculos após a cirurgia de catarata?

Sim, existe! Implantando uma das lentes Intraoculares que proporcionam independência dos óculos.

Por que implantar uma lente Intraocular?

Após a remoção do cristalino nebuloso (catarata), uma lente Intraocular deverá ser implantada para que seja retomada a nitidez da visão. É muito importante que seja implantada uma lente de alta qualidade, para que além de segurança, o paciente tenha uma ótima visão. Na VISARE fazemos uso de lente Intraocular dobrável e de alta qualidade, permitindo que a mesma seja implantada no olho através de um microorifício e resulte numa visão de alta definição.

Tipos de lentes intraoculares que utilizamos

  • • Lentes multifocais
  • • Lentes acomodativas
  • • Lentes tóricas
  • • Lentes artisan e artiflex
  • • Lentes monofocais importadas

Lentes multifocais (alcon, tecnis, rayner, etc) – São utilizadas para a cirurgia de catarata e cirurgia refrativa. Dão visão para longe, perto e visão intermediária. São importadas, oferecem proteção ultra-violeta e são dobráveis.

Lentes acomodativas (tetraflex – surgix) – São monofocais, importadas e dobráveis. Utilizadas também para a cirurgia de catarata e cirurgia refrativa (miopia baixa), hipermetropia até 6 graus e astigmatismo até 1 grau. Dão visão para longe, perto e intermediária.

Lentes tóricas (alcon, rayner, etc ) – Importadas e dobráveis. Protegem contra raios ultravioletas. São utilizadas em cirurgias de catarata associadas a altos graus de astigmatismo e também para cirurgias refrativas (que tentam tirar o paciente da dependência de óculos, associadas a altos graus de astigmatismo).

Lentes artisan e artiflex – São importadas dobráveis ou não. Protegem contra radiações ultravioletas e utilizadas para alta miopia e alta hipermetropia associadas à altos graus de astigmatismo ou não. São usadas em pacientes mais jovens (em média de 22 a 35 anos), dependendo de cada caso a ser avaliado.

Lentes monofocais importadas – Dão proteção contra raios ultra-violetas, são dobráveis, porém o paciente irá necessitar usar óculos para leitura (Ex: ALCON, AJL, ETC).

Em um estudo clínico realizado nos Estados Unidos, 80% dos pacientes que receberam a lente Intraocular do tipo LIO AcrySof® ReSTOR® foram capazes de realizar tarefas diárias (ler, ir ao supermercado, dirigir, etc) sem o uso de óculos. Nos pacientes em quem foram implantadas as lentes Intraoculares normais (LIO´s monofocais), apenas 5% destes foram capazes de realizar as mesmas atividades.

Uma LIO monofocal padrão utiliza o princípio da refração, o que quer dizer que ela direciona os raios de luz até um ponto focal. Infelizmente, este único ponto focal proporciona visão nítida apenas para uma única distância. Um objeto mais perto ou mais longe do que esta distância ficará ligeira ou significativamente borrado (embaçado). Assim, será necessário o uso de lentes corretivas, como óculos, para proporcionar visão funcional de perto, intermediária e de longe, simultaneamente.

Como é medido o grau da lente Intraocular?

Através da utilização de um aparelho chamado Biometro de imersão e IOL Master, que define com precisão o grau da lente. A VISARE dispõe dos Biometros mais precisos do mundo.

O implante da lente Intraocular é permanente?

A lente implantada no olho tem duração permanente, não necessitando ser substituída com o tempo. Por isso é necessário que seja a melhor lente Intraocular existente no momento.

Importante:

Toda a informação contida nesse site tem caráter informativo e educacional. Nenhuma providência deverá ser tomada sem consultar o seu oftalmologista, pois somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.